Os lindos dias do verão são um convite à prática de atividade física ao ar livre. Para as crianças, praticar um esporte em praias, parques, praças e clubes é mais um motivo para desligar o videogame ou o tablet e aproveitar a estação. Nessa época, aumenta a procura por escolinhas como as de futebol, v e surfe nas cidades à beira-mar.

Para a pediatra Gesmar Volga Haddad Herdy, poutora em Cardiologia Pediátrica pela St.George Medical School, em Londres, a "vida lá fora" oferece enormes vantagens às crianças e aos adolescentes, hoje tão acostumados a espaços fechados e restritos: "A prática de atividade física ao ar livre é excelente. Além do exercício em si, o contato com a natureza proporciona um bem-estar que se traduz em mais disposição e melhor aproveitamento escolar."

Professora titular da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense (UFF), ela recomenda alguns cuidados, porém. "Atividades ao ar livre devem ser praticadas no início da manhã ou no fim da tarde. Além de filtro solar, é preciso ter atenção à hidratação", diz ela, explicando que, quando há suor intenso, apenas água ou água de coco pode não ser suficiente para repor os minerais perdidos: "Em alguns casos, pode ser recomendada a ingestão de bebidas isotas." A médica alerta para outra questão relevante nem sempre valorizada: "Atividades em áreas abertas necessitam de maior atenção por parte dos responsáveis tanto pela possibilidade de acidentes quanto de atos de violência urbana."

E mais: as crianças pouco acostumadas com atividade física devem iniciar a prática aos poucos, já que alguns terrenos, como areia e grama fofa, exigem mais esforço do corpo: "Qualquer modalidade deve ser supervisionada, começando com baixa frequência e intensidade." Presidente do Conselho Federal de Educação Física, André Dias de Oliveira Fernandes também enfatiza a importância do professor registrado: "Tanto nas escolinhas quanto nas cols de férias, comuns nessa época do ano, a presença do profissional de Educação Física é fundamental para o bom acompanhamento do desenvolvimento motor de crianças e adolescentes."

Ele destaca que muitas vezes a atividade ao ar livre é o chamariz para a prática esportiva e que as férias são um período oportuno para apresentar novas modalidades às crianças: "É um meio de estimular as crianças a saírem de casa mais interessante do que convidá-las para ir ao shopping. E, além das atividades como futebol e v, há opções como remo e bicicleta, que atraem especialmente aquelas que não gostam de academias."

Orientações para prática de atividades ao ar livre

1. Escolha uma atividade que seja agradável para a criança.

2. Certifique-se de que o professor atende aos requisitos para ministrar as aulas e tem experiência.

3. Atenção ao horário: opte entre o início da manhã ou o fim da tarde.

4. Lembre a criança de usar filtro solar, além de bonés ou viseiras.

5. Em grandes áreas abertas, redobre a atenção em relação à criança.