Estabelecer a hora de comer também favorece a alimentação saudável

Como é o ambiente em que seus filhos se alimentam? Se for tranquilo e agradável, a criança tem mais chances de se manter no peso adequado para sua faixa etária. É o que sugere um estudo publicado na edição de novembro da revista "Pediatrics". O trabalho analisou filmagens realizadas durante as refeições de 120 famílias americanas e constatou que a maior parte das crianças sem problemas com a balança comia na companhia dos parentes, num clima harmo e positivo. Os pesquisadores das universidades de Minesotta e Louisiana, nos Estados Unidos, relataram  que situações negativas, como discussa respeito de problemas familiares e escolares, foram mais frequentes entre as famílias com crianças acima do peso.

Para a psica Juliana D'Augustin, do No de Assistência e Pesquisa em Transtornos Alimentares da Policlínica Piquet Carneiro, da Uerj, esse estudo comprova o que pesquisas anteriores vêm demonstrando: "Um ambiente tranquilo favorece a ocorrência de emoções positivas. Por outro lado, críticas e comportamentos hostis vão reforçar emoções negativas. Vários estudos mostram uma relação entre afeto negativo e alimentação disfuncional, ou seja, a pessoa come como uma forma de compensar sentimentos como tristeza, ansiedade, raiva, aborrecimentos. Essa estratégia acaba funcionando como uma forma de distração daquilo que realmente está incomodando."

A especialista destaca que o momento da refeição traduz o comportamento da família de uma maneira geral. "As famílias mais estruturadas têm mais habilidades para solução de problemas e conflitos, e ensinam para seus filhos estratégias mais funcionais (para lidar com eles). Isso influencia também o momento das refeições", afirma ela, que é mestre e doutoranda em Psicologia Social também pela Uerj.

Na opinião de Juliana, estabelecer horários na rotina da família também é necessário: "Muito frequentemente, organizamos o nosso dia pensando em todos os compromissos, e as refeições simplesmente acontecem no tempo que sobra. É preciso separar pelo menos 20 minutos para se sentar e comer. Ter tempo para conseguir saborear os alimentos é importante. A comida ingerida rapidamente tende a não ser percebida e, por isso, pode satisfazer menos. Muitas pessoas comem quantidades maiores simplesmente por não se sentirem saciadas, pois comeram muito rápido. O momento da refeição precisa ser planejado dentro da rotina da família."

A investigação apontou ainda que três em cada cinco famílias mantêm uma tela eletra (TV, computador, celular ou videogame) ligada durante a refeição. A psica não acha boa ideia manter eletros ligados enquanto se come: "Desempenhar outras atividades, mesmo que seja ler, enquanto faz as refeições favorece um consumo maior (de alimentos). A pessoa não está atenta a quanto está comendo".