A obesidade infantil ainda é um tema que causa muitas dúvidas nos pais e responsáveis. A desinformação prejudica a prevenção e o tratamento precoce. Confira os mitos e as verdades sobre a doença.

 

Eu e o meu filho somos os culpados pelo seu excesso de peso: Há ainda quem acredite que a criança está obesa por culpa exclusivamente dos pais. Isso não é verdade. As crianças ganham peso por diversos fatores. Algumas têm tendência por razões genéticas. E muitas vezes não tomamos as decisões mais acertadas sobre a escolha dos alimentos mais saudáveis ou o tamanho das porções que comemos por falta de orientação sobre o assunto. Entender melhor as causas da obesidade, com a ajuda do pediatra, é o primeiro passo para prevenir e controlar a doença.

O excesso de peso do meu filho terá solução rapidamente: Não há solução fácil para problema de excesso de peso (e para muitas outras coisas). A obesidade não é um problema que pode ser resolvido da noite para o dia, ou mesmo dentro de semanas. E o que vale para um adulto nem sempre se aplica à criança. E cuidado para não oferecer à criança tratamentos sem comprovação científica, como suplementos naturais e dietas da moda, que prometem resultados em pouco tempo. Mais uma vez: consulte o pediatra. Ele é o mais capacitado para traçar a estratégia de tratamento, baseada em evidências científicas, em parceria com nutricionistas e outros profissionais de saúde, tal como o professor de educação física.

Meu filho está gordinho, mas vai emagrecer quando crescer: Meninos e meninas geralmente ganham peso na infância. É parte do processo natural de crescimento. Porém, alguns pais acreditam que os seus filhos tendem a perder peso à medida que forem se desenvolvendo. É uma ideia errada. Dependendo do estilo de vida da família, dos hábitos alimentares e do nível de atividade física que a criança tem ou não, ela poderá engordar ainda mais. Um adolescente obeso tem grande risco de se tornar um adulto obeso.

Meu filho parece estar acima do peso, mas a nossa família é de pessoas grandes, com ossos fortes. Não vou me preocupar: Se o peso do seu filho está acima do normal para a idade e altura, após ser avaliado pelo pediatra, siga à risca as recomendações do médico. É mais provável que o excesso de peso do seu filho esteja associado com maus hábitos alimentares e vida sedentária. E saiba que problemas hormonais podem causar excesso de peso, mas são responsáveis pela minoria de casos de obesidade infantil.

Como o meu filho é maior que outras crianças da mesma idade, precisa comer mais: Esse é outro mito. Muitas famílias costumam servir porções maiores a crianças com sobrepeso porque elas são mais altas. O que se deve considerar é a avaliação do pediatra, que, além da consulta clínica, usa medidas como as curvas de percentis para índice de massa corporal (IMC) de crianças e adolescentes.

 

Fonte: “A Parent's Guide to Childhood Obesity: A Road Map to Health” (Academia Americana de Pediatria).