Criança que dorme bem tem menor risco de sofrer de obesidade, apontam estudos recentes. O sono de má qualidade leva ao maior consumo de alimentos calóricos no dia seguinte e altera o funcionamento de todo o organismo, aumentando o apetite.

Além de quantidade, o sono precisa de qualidade, comenta a médica Andrea Bacelar, especialista em medicina do sono. É durante os estágios mais profundos que algumas substâncias importantes são liberadas. O problema é que crianças e adolescentes não estão dormindo tanto quanto deviam e, quando o fazem, têm um sono intranquilo.

 Veja cinco medidas para melhorar a qualidade do sono de crianças e adolescentes:

  1. Desligue a TV e retire os eletrônicos do quarto de dormir das crianças e adolescentes: Coloque celulares e tablets para carregar em outro cômodo da casa. A luz e os ruídos desses aparelhos são prejudiciais ao sono.
  2. Evite que eles façam grandes refeições à noite: Alimente-se ao menos uma hora antes de ir dormir e consuma porções pequenas e de baixa caloria. A comida, em excesso, aumenta a chance de refluxo e dos transtornos respiratórios do sono, como a apneia.
  3. Adote uma rotina. Incentive crianças e adolescentes a dormir e se levantar nos mesmos horários, inclusive nos fins de semana. Não deixe o jovem que acorda cedo de segunda a sexta-feira ficar na cama até meio-dia quando não tem aula. Do contrário, ele não terá sono no domingo à noite e vai começar a semana com sono atrasado.
  4. Incentive a prática de atividades físicas. As aulas de educação física na escola não bastam. Crianças e adolescentes precisam praticar esportes ou danças. Vale natação, judô, futebol, balé, sapateado... E, claro, o bom e velho brincar, desde que não seja no computador ou telefone.
  5. Dê um banho de sol na sua tropa. A luz solar equilibra o chamado ritmo circadiano, além de contribuir para a saúde óssea e o crescimento. Pessoas que tomam pouco sol e ficam muito expostas a luzes artificiais têm mais dificuldade para dormir.

A quantidade de sono pode variar de pessoa para pessoa, mas, em geral, o tempo de repouso para cada faixa etária é o seguinte:

  • Recém-nascidos: 20 horas de sono;
  • Até 2 anos de idade: 15 horas de sono e dois cochilos diurnos;
  • De 2 até 5 anos: 12 horas de sono e um cochilo diurno;
  • Entre 5 anos e a entrada na adolescência: 12 horas de sono;
  • Adolescentes: 9 a 10 horas de sono;
  • Adultos: 7 a 8 horas de sono.