Todo mundo já ouviu falar de alguém que come banana junto com a comida. Mas e banana no feijão, no estrogonofe e até no brigadeiro? Essas são algumas das sugestões da nutricionista Ana Paula Lins para incluir a biomassa de banana verde no seu cardápio. Doutora em Saúde da Mulher pelo Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), ela conta como se faz e o que tem de mais na famosa biomassa de banana verde.

“São muitos e muitos e muitos os benefícios da banana verde”, frisa a nutricionista Ana Paula Lins. “Contribui para a flora intestinal, consequentemente, controla o colesterol e automaticamente pode ajudar na manutenção do peso, prevenindo a obesidade”, comenta.

Mas o que tem de tão bom na banana verde? Uma das suas principais características é a presença do amido resistente, substância parecida a uma fibra alimentar que faz muito bem à saúde. A nutricionista explicou o porquê: “ela é fermentada no intestino grosso, o que promove um aumento de bactérias que são boas para o organismo”.

Consumir a banana verde “estimula a regulação intestinal e diminui a absorção da glicose (açúcar). Além disso, esse alimento tem vitaminas, minerais e traz saciedade. É bem completo”, explica Ana Paula. Mesmo cozida, a banana verde mantém suas propriedades, principalmente essa relacionada às fibras e ao amido resistente.

Porém, a especialista adverte: estudos apontam que a maior quantidade de amido resistente está na banana verde crua. Embora ela seja mais palatável na forma cozida, para garantir uma maior quantidade de amido resistente, é possível ralar a banana crua, para colocar em vitaminas, por exemplo.

 

Preparar a banana verde para o uso em receitas é muito fácil, acompanhe o passo a passo da nutricionista Ana Paula Lins:

1. Retirar as bananas do cacho com muito cuidado, para que ela não tenha nenhuma abertura, corte ela do cacho bem fechadinha nos umbiguinhos.

2. Escovar bem, com água (as bananas com a casca); porque toda casca tem sujeiras.

3. Colocar na panela de pressão, com água até cobrir. Depois que a panela entrar em fervura, é só contar 15 minutos e desligar.

4. Depois de deixar sair todo o ar, retirar as bananas ainda com a polpa quente, para descascar. É um processo parecido com o do ovo cozido. Retirar a polpa e liquidificar com uma nova água filtrada ou pura mesmo, dependendo da potência do liquidificador ou do processador.

5. Está pronta a massa.

Obs: Essa massa pode ser usada como creme, espessante e base para várias receitas. E é fácil de conservar: até três dias na geladeira e até três meses no congelador - depois de descongelar é só bater de novo no liquidificador ou processador. A nutricionista indica o congelamento da massa em porções pequenas, de cerca de 200 gramas, porque, uma vez descongelada, a porção precisa ser toda utilizada.

   

Confira dicas para receitas da nutricionista: 

- Você pode incluir a biomassa no feijão e em vitaminas. 

- A biomassa de banana verde pode substituir o creme de leite do estrogonofe!

- Uma das receitas mais famosas é o brigadeiro de biomassa de banana verde! Veja como fazer:

 

Ingredientes 

- 250 g de biomassa de banana verde

- 250 g de açúcar de coco, mascavo ou demerara

- 1 colher de sopa de cacau em pó

- 200 ml de leite de coco, de castanha de caju ou outro tipo de leite vegetal

- uma pitada de sal

- umas gotinhas de baunilha natural 

Modo de preparo 

  1. Bater no liquidificador ou processador a biomassa e o leite, até formar uma pasta homogênea.
  2. Acrescentar os demais ingredientes, sempre batendo, até misturar bem.
  3. Depois, passe tudo para uma panela, mexendo sempre para não grudar (essa mistura é mais fácil grudar na panela), durante uns dez minutos.
  4. Retire do fogo, deixe esfriar e leve para a geladeira por três horas.
  5. Passe um pouco de óleo ou até mesmo água nas mãos e faça bolinhas com essa massa.
  6. Passe essas bolinhas num chocolate ralado ou numa castanha triturada e está pronto!