Prestar atenção ao ato de comer – o tempo, o ambiente, as companhias durante as refeições – é tão importante quanto saber selecionar e combinar os alimentos.  De acordo com o “Guia alimentar para a população brasileira”, publicado pelo Ministério da Saúde, quem come com calma e prazer tende a ingerir quantidades suficientes de alimentos e consegue aproveitar melhor os nutrientes presentes no prato.

  O guia dá três orientações básicas para o momento de comer

  • Coma com regularidade e com atenção: Procure fazer suas refeics dias em horas semelhantes. Evite “beliscar” nos intervalos entre as refeições. Coma sempre devagar e desfrute o que estamendo, sem se envolver em outra atividade.

  • Coma em ambientes apropriados: Tente comer sempreem locais limpos, confortas e tranquilos e onde naaja estios para o consumo de quantidades ilimitadas de alimentos.

  • Coma em companhia: Sempre que possi, prefira comer em companhia, com familiares, amigos ou colegas de trabalho ou escola. Procure compartilhar tambes atividades domecas que antecedem ou sucedem ao consumo das refeições.

 Segundo a coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa, houve uma desvalorização do ritual da alimentação nas últimas décadas que resultou no aumento da prevalência de obesidade no Brasil e no mundo. A especialista reconhece que há uma geração que já está acostumada a se alimentar de forma apressada e distraída, o que reforça a necessidade de as famílias reavaliarem seus hábitos em relação à forma como se alimentam.

“As recomendações abordadas no ‘Guia’ trazem reflexões sobre os padrões de comportamentos atuais e sugestões práticas para a promoção da alimentação adequada e saudável, com um olhar ampliado. O ato de comer e suas dimensões influenciam, entre outros aspectos, o aproveitamento dos alimentos consumidos e o prazer proporcionado pela alimentação. Assim, comer com regularidade e com atenção, comer em ambientes apropriados e comer em companhia proporcionam diversos benefícios, incluindo melhor digestão dos alimentos, controle mais eficiente do quanto comemos, mais oportunidades de convivência com nossos familiares e amigos, maior interação social e, de modo geral, mais prazer com a alimentação”, ensina Michelle Lessa. “Por isso, é cada vez mais importante que nossas melhores tradições sejam preservadas”.

 

Para saber mais:


http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2014/novembro/05/Guia-Alimentar-para-a-pop-brasiliera-Miolo-PDF-Internet.pdf