Em homenagem ao Dia dos Pais, o portal Obesidade Infantil Não conversou com três pais que adoram dividir suas cozinhas com seus filhos e filhas: o pediatra Sérgio Spalter, o geógrafo Eduardo de Souza e o engenheiro Ricardo Dornelas. Acompanhe suas histórias e veja as dicas para aproveitar o momento do preparo das refeições com as crianças!

 

Sérgio Spalter

 “Nossa cozinha é aberta para toda a família”. É assim que o pai da Ana, de 17 anos, da Alice, de 15, e do Alex, de 10, explica a relação da sua família com a culinária. Desde cedo, Spalter apreciava as comidas das suas duas avós. “Ambas eram judias e cozinhavam muito bem”. Porém, foi quando começou a atender como pediatra que ele percebeu: orientar os pais não era suficiente, era preciso cozinhar na companhia deles. Aliando medicina à culinária, Spalter ofereceu vários cursos para pais, mães, babás e avós aprenderem a preparar alimentos que as crianças aceitem, mas de uma forma mais saudável e simples. Assim, nasceram várias receitas e, mais tarde, um livro: “Cozinhando com o pediatra – alimentos saudáveis e saborosos para crianças” (Benvirá).

 

Uma de suas receitas de sucesso era preparada junto dos filhos: o “pão maravilhoso” que leva vegetais na composição. “Acho que o que mais fiz junto deles foram as massas de pão, pizza e, eventualmente, bolacha. São alimentos que requerem mesmo a participação da criança. Diferente de pôr um arroz na panela, a massa você tem que preparar, amassar, mexer”, lembra. Pensando no desafio de alimentar os pequenos, o pediatra destaca que cada filho tem um gosto diferente e dá dicas importantes: cuidado com o ritmo alimentar – se a criança tomou um suco, logo antes de almoçar, não vai estar com fome; fique atento às preferências das crianças – elas podem gostar de alimentos mais secos ou mais molhados, mais ou menos azedos, etc.; se a criança não sente fome de manhã, ofereça uma pequena porção de um alimento saudável. “Nutrição tem a ver com a qualidade do que comemos e não com a quantidade”, alerta.

 

Pão maravilhoso

 Ingredientes

 1 xícara de farinha de trigo integral

1 xícara de farinha de trigo branca

½ pacote de fermento biológico em pó

3 colheres de sopa de água morna

1 colher de chá de mel (ou açúcar)

½ colher de chá de sal

3 cenouras médias cruas e batidas ou o equivalente de outra verdura (se for alguma mais dura, como beterraba, precisa cozinhar antes)

½ colher de sopa de óleo de girassol

 Modo de preparo: Dissolva o fermento biológico em um recipiente com água morna e acrescente o mel ou açúcar – deixe de 5 a 10 minutos, até borbulhar. Coloque as farinhas e o sal na tigela. Bata no liquidificador as cenouras com o óleo e acrescente na tigela. Sove a massa – 5 a 10 minutos – e coloque a massa, polvilhada com farinha, em uma tigela. Cubra a tigela e deixe num lugar quente, até a massa dobrar de tamanho. Mais ou menos 40 minutos. Sove novamente a massa, para tirar o ar. Modele os pães e coloque no forno quente (preaquecido) a 200 graus. Deixe no forno de 15 a 30 minutos, até ficar pronto (batidinha = som oco).

 

 Eduardo de Souza

 O geógrafo de Contagem/MG passou a cozinhar mais quando seu filho Bernardo, hoje com 2 anos, nasceu. “Não é meu passatempo preferido, mas passou a ser uma diversão quando ele participa”, confessa. Sua família cozinha com muita frequência e o Bernardo participa em alguns momentos: “Ele vai comigo à feira, ajuda a escolher as frutas, pede as preferidas dele, manga e mamão, e coloca no carrinho. Em casa, ele ajuda a lavar e guardar os alimentos sempre que ele quer – eu procuro envolvê-lo, mas sem pressão – e ele gosta muito de participar.

 

O que mais preparam juntos são panquecas e omeletes, pai e filho adoram ovos. Entre os desafios, a única reclamação de Eduardo é a falta de tempo, mas garante que ele e a mãe de Bernardo o envolvem no preparo de alimentos sempre que possível: “Hoje mesmo, ele fez cookies com a mãe”, conta animado.

 

Crepioca

 Ingredientes

 1 ovo

1 colher de sopa de farinha de tapioca

salsinha e sal a gosto.

 Modo de preparo: Misturar e preparar na frigideira com um fio de azeite ou óleo de coco. Recheio: tomate picado e queijo minas.

 

 Cookie integral

 Ingredientes

 1 xícara de farinha integral

1 xícara de farinha de castanha

1 ovo

½ xícara de manteiga

½ xícara de melado.

Passas e/ou chocolate amargo a gosto

 Modo de preparo: Misturar os ingredientes e dividir em porções de 1 colher na assadeira. Levar ao forno a 180 graus por 30 minutos.

 

Ricardo Dornelas

 “Eu me envolvo na alimentação dos meus filhos por prazer”, esclarece Ricardo. Embora o engenheiro não cozinhe exatamente, é o responsável pelos lanchinhos dos gêmeos Bernardo e Gabriela, de 4 anos. E eles adoram! “As crianças gostam muito de frutas: banana, mamão, manga, abacate, tangerina. Quanto aos legumes, elas também comem de tudo”, menciona o pai orgulhoso. É aí que ele aproveita: na hora do lanche, senta os meninos à mesa, junta as frutas na frente deles e vai picando tudo, montando as saladas de frutas de que eles tanto gostam. Às vezes, ele acrescenta mel e aveia: “Eles gostam bastante”, garante. A família já consegue perceber a diferença entre os gostos das crianças também: Bernardo adora vitamina de abacate e Gabriela não gosta muito de batatas.

 

 Vitamina de abacate

 Ingredientes

¼ de abacate

500 ml de leite

Açúcar a gosto

 Modo de preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador e adoce a gosto.