Quem tem criança pequena sabe: após os seis meses de aleitamento materno exclusivo, as papas de carnes, legumes e frutas passam a fazer parte do cardápio infantil. Pensar nas combinações a cada dia é uma tarefa a que as famílias precisam se dedicar com atenção. Apesar da aparente praticidade, as papas prontas não são a melhor opção para o dia a dia dos bebês. Estudos recentes têm relacionado a presença de aditivos químicos nesse tipo de produto à incidência de alergias em crianças pequenas.

Segundo Michele Lessa, coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, os potes prontos só devem ser oferecidos às crianças quando for impossível preparar a refeição na hora, como durante uma viagem de carro ou avião. Mesmo assim, ela recomenda cautela: “É importante prestar atenção à lista de ingredientes e escolher sempre as papas que não têm conservantes ou outros produtos químicos”.