Há uma série de alimentos que, quando consumidos em excesso, prejudicam nossa saúde. Alguns são mais óbvios, como a gordura saturada. Outros, de tão comuns na nossa dieta diária, muitas vezes acabam sem receber a devida importância. Você já ouviu falar, por exemplo, nos cinco venenos brancos? Pois é, eles existem e possivelmente estão guardados na sua cozinha. Nós listamos cada um desses ingredientes e pedimos à nutricionista clínica Virgínia Nascimento, mestre em Educação em Saúde e especialista em Fisiologia Digestiva, para explicar quais os perigos de cada um deles e indicar como podemos substituí-los.

Livre-se dos venenos brancos da sua alimentação

- Farinha de trigo refinada: é pobre em fibras, pode causar prisão de ventre e problemas intestinais. E como o açúcar contido na farinha é absorvido mais rapidamente pelo nosso corpo, ela traz outros prejuízos, como o aumento da glicose e dos triglicerídeos (açúcar e gordura no sangue, respectivamente). Como consequência, pode haver ganho de peso e o aparecimento do diabetes e de doenças que atacam o coração e os vasos sanguíneos. A farinha refinada pode ser substituída pela integral. 

 - Sal: para compensar a entrada do sal em excesso no nosso corpo, o volume de sangue aumenta e isso facilita o surgimento da hipertensão arterial, conhecida como pressão alta. Também pode provocar arritmias cardíacas (alterações no ritmo das batidas do coração) e problemas nos rins. O sal pode ser substituído por ervas secas, pimentas e especiarias como a noz moscada, o cardamomo e o cravo. 

- Açúcar refinado: em excesso, engorda e facilita o aparecimento do diabetes e de doenças que afetam o coração e os vasos sanguíneos. Pode ser substituído por frutas, açúcar cristal e açúcar mascavo, mas sempre em quantidades moderadas. Não deve ser oferecido a crianças menores de um ano. 

- Leite de vaca pasteurizado: o processo de industrialização faz com que o leite perca nutrientes. Ainda assim, ele é fonte de cálcio (importante para ossos e dentes), proteína (moléculas responsáveis por várias funções, como o crescimento dos cabelos e a construção dos músculos) e vitamina B12 (desempenha uma série de atividades, atuando, inclusive, na formação do sangue). Provoca anemia por carência de ferro e não deve ser usado in natura para crianças menores de 1 ano, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria. O leite de vaca deve ser evitado em casos de alergias com sintomas respiratórios e muco. Pode ser substituído por leite de cabra, de soja ou de amêndoas. Prefira os produtos desnatados.

- Arroz branco: o processo de beneficiamento dos grãos provoca a perda de fibras, vitaminas e minerais. Destaque para a redução do magnésio, que é um elemento que atua, por exemplo, na contração e no relaxamento muscular. O açúcar contido no arroz branco também é de rápida absorção, o que, como já citado, pode provocar o aumento da glicose e dos triglicerídeos no sangue, facilitando o surgimento do diabetes e das doenças do coração. Pode ser substituído pela versão integral.