Com a garotada de férias, as melhores opções para fugir do forte calor são os passeios ao livre. Nessas atividades, é preciso cuidar da alimentação das crianças e ter à mão lanches nutritivos e saudáveis para evitar o consumo de guloseimas calóricas e, também, um possível ganho de peso. Especialmente no verão, deve-se redobrar a atenção para prevenir a desidratação e as intoxicações por produtos contaminados. “A dica é oferecer alimentos leves e de fácil digestão”, recomenda a nutricionista Luciana Sarmento, especialista em nutrição clínica e funcional, e que trabalha com educação nutricional infantil e elaboração de cardápios. Portanto, passe bem longe das frituras, dos alimentos ricos em gordura, açúcares e processados. Raspadinhas, camarões, lanches com maionese, salgadinhos industrializados e embutidos devem ficar fora do alcance da criançada.

Confira outras dicas da nutricionista Luciana Sarmento:

Água: é indispensável e a melhor forma de manter as crianças hidratadas. Ofereça em intervalos curtos.Abasteça garrafinhas e leve ao freezer de um dia para o outro. Ela vai descongelar conforme o calor e ficará sempre fresquinha. Caso tenha uma garrafa térmica, que conserve bem a temperatura, utilize.

Água de coco: ajuda a repor os minerais e pode ser utilizada como complemento da água na hidratação. Mas atenção ao consumo excessivo. Ela não substitui a água.

Sucos: prefira os que contêm nutrientes que ajudam na proteção da pele contra o sol, como goiaba, mamão, morango, laranja com cenoura, açaí (sem xarope), bacuri, mangaba, buriti e cupuaçu. Não coe e nem adicione açúcar. Fibras como chia ou amaranto em flocos podem ser incluídas na bebida, aumentando a sensação de saciedade. Prepare com antecedência e congele.

Frutas: podem ser secas (são menores e mais fáceis de serem conservadas) ou frescas. São excelentes opções que ajudam a repor a hidratação. Mantenha as frutas frescas resfriadas e, se preferir, picadas, mas pingue algumas gotas de limão para impedir a oxidação. O mesmo vale para as saladas de frutas.

Picolé ou sorvete: escolha sempre os de fruta. Compare a quantidade de gordura e descarte os que contêm gordura trans, uma inimiga do coração.

Sanduíche: prepare um bem completo comcarboidrato, proteínas e gorduras boas. Utilize pães integrais, caseiros ou árabe. Ele pode substituir uma refeição principal.

 Outras sugestões:

 Pão sírio integral + homus (pasta de grão-de-bico) + hortelã

Pão integral + creme de ricota + frango desfiado + milho cozido

Pão caseiro + muçarela de búfala + tomate + manjericão

Pão de forma integral + atum + creme de ricota + cenoura

Sementes oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas, avelãs, entre outras) com frutas secas: esse mix é saudável e de fácil armazenamento.

Pipoca estourada: as crianças adoram, além de ser uma excelente opção, pois é rica em fibras.

Biscoitos: aposte nos integrais ou caseiros, que fornecem energia por mais tempo, além de serem mais saudáveis. Evite os recheados e muito industrializados.

Milho verde: ótima escolha para dar energia por ser rico em carboidratos. Também contém fibras, que proporcionam saciedade por mais tempo. Ao comprar na praia, peça com pouco sal e sem manteiga.

Veja também o “Manual de orientação do lanche saudável” da Sociedade Brasileira de Pediatria, disponível no link: <http://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/pdfs/manual_lanche_saudavel_04_08_2012.pdf>.

Outras fontes: Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.